quinta-feira, 15 de maio de 2008

trecho do livro...

... Amor Líquido de Zygmunt Bauman. Fodaaaaaaaaaaa. Segundo o próprio autor, o livro explora o impacto dessa situação de fluidez nas relações humanas, quando o indivíduo se vê diante de um dilema terrível: de um lado, ele precisa dos outros como o ar que respira, mas, ao mesmo tempo, tem medo de desenvolver relacionamentos mais profundos que o imobilizem em um mundo em permanente movimento. :

"Amar significa abrir-se ao destino, a mais sublime de todas as condições humanas, em que o medo se funde ao regozijo num amálgama irreversível. Abrir-se ao destino significa, em última instância, admitir a liberdade do ser: aquela liberdade que se incorpora no Outro, o companheiro no amor.

“A satisfação no amor individual não pode ser atingida… sem humildade, a coragem, a fé e a disciplina verdadeira”, afirma Erich Fromm - apenas para acrescentar adiante, com tristeza, que em “uma cultura na qual são raras essas qualidades, atingir a capacidade de amar sera sempre, necessariamente, uma rara conquista”.

E assim é numa cultura consumista como a nossa, que favorece o produto pronto para uso imediato, o prazer passageiro, a satisfação instantânea, resulstados que não exigem esforço prolongados, receitas testadas, garantias de seguro total e devolução do dinheiro. A promessa de aprender a arte de amar é a oferta ( falsa, enganosa, mas que se deseja ardentemente que seja verdadeira) de construir a experiência amorosa à semelhança de outras mercadorias, que fascinam e seduzem exibindo todas essas características e prometem desejo sem ansiedade, esforço sem suor e resultado sem esforço."

Um comentário:

Edson Marques disse...

Renata,

Mude,
mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a velocidade.
(...)

Que bom que você diz que "Clarice é foda" a partir desse meu texto!

Considero-me elogiado.
Agradeço!


Meu livro "Mude" (contendo o poema que tocou teu coração) acaba de ser lançado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra - e está à venda nas grandes livrarias.

Se puder, veja também o vídeo Mude.

E, por favor, altere o nome do autor. Post de 26/04/08.

Abraços, flores, estrelas...