quinta-feira, 16 de outubro de 2008

... para ler e pensar...

"A busca da verdade não é para qualquer um, nem mesmo durante esta época em que tudo é para todo mundo."

"Ter filho é como fazer uma tatuagem na cara. Você precisa realmente ter certeza de que é isso que você quer antes de se comprometer."

"Um amor desesperado é sempre o tipo mais difícil de amor.... No amor desesperado, nós sempre inventamos os personagens dos nossos parceiros, exigindo que eles sejam o que precisamos que sejam, e depois ficamos arrasados quando eles se recusam a desempenhar o papel que nós mesmo criamos."

"divórcio (experiência de vida que meu amigo Brian comparou a 'ter um acidente de carro gravíssimo todo santo dia durante mais ou menos dois anos')".

"Meu rosto é um transmissor transparente de cada pensamento meu."

"Venho de uma longa linhagem de pessoas supercumpridoras do seu dever."

"Então fique sozinha, Liz. Aprenda a lidar com a solidão. Aprenda a conhecer a solidão. Acostume-se a ela, pela primeira vez na sua vida. Bem vinda à experiência humana. Mas nunca mais use seu corpo ou as emoções de outra pessoa como um modo de satisfazer seus próprios anseios não-realizados."

"A gente não é o que o outro precisa"

Sobre o fim do casamento: "É o impacto emocional que é de matar, o choque de sair do caminho conhecido de um estilo de vida convencional e perder todos os agradáveis confortos que mantêm tanta gente nesse caminho para sempre."

"Virginia Woolf escreveu: 'Sobre o imenso continente da vida de uma mulher recai a sombra de uma espada'. De um lado dessa espada, disse ela, estão a convenção, a tradição e a ordem, onde 'tudo é correto'. Mas, do outro lado dessa espada, se você for louca o suficiente para atravessar a sombra e escolher uma vida que não segue a convenção, 'tudo é confusão'. Nada segue um curso regular'."

"É melhor viver o seu próprio destino de forma imperfeita do que viver a imitação da vida de outra pessoa com perfeição"

"Acreditamos equivocadamente que nossos pequenos e limitados egos constituem toda a nossa natureza."

Bem, vocês leitores já devem ter percebido que copiei algumas citações. São todas do livro "Comer, rezar, amar" que gostaria de compartilhar com vocês. Nem preciso dizer que me identifico 100% com cada uma delas. Aposto que algumas amigas vão sentir o mesmo.

Um comentário:

karla rubia disse...

Rê, sen-sa-cio-nal!