segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Meus olhos...

... amanheceram inchados de tanto que chorei à noite. Sim, chorei de soluçar e tudo motivado por um filme que aluguei. Já viu "PS: Te amo"? cara, é fodaaaaaaaa. Chorava como se fosse comigo. De alguma forma me vi na personagem que perde o marido com um tumor e passa a encarar sozinha, aos 29 anos, uma série de medos, questionamentos, sonhos. Familiar, não? Não que meu marido tenha morrido, pelo menos não literalmente, mas, para mim, lá no fundo, ele está morto. Complexo, não? Pois bem, eu soluçava e tive de parar o filme algumas vezes para poder limpar os olhos pq já não era mais possível ler as legendas.

Além da história, a fotografia é bem bacana. Tem uns takes da Irlanda que são sensacionais. Dá vontade de pegar o primeiro avião e conhecer todos aqueles lugares. Mas o filme não é apenas lágrima. Ri bastante também. Vale a pena. Acho que vou rever hoje, antes de devolver amanhã.

Dos outros filmes que assisti recomendo "Desejo e Reparação", pela beleza dos cenários, da história, das interpretações, da profundidade da trama. "Paris, te amo" porque alguns curtas são fantásicos, criativos, belos e, claro, por poder me embrenhar em cada ruazinha de Paris.

É legalzinho, mas nem tanto, "Margot e o Casamento", mais pelas interpretações do que pela história em si. E o completamente desnecessário "Caché", que não tem final. Ou, se tem, não entendi. Alguém sabe explicar???

4 comentários:

Anna Lu disse...

"PS eu te amo" é realmente snesacional. Assisti outro dia. E na carência amorosa que me encontro, fiquei no mesmo estado que vc. "Desejos e Reparação" também sensacional. "Paris, te amo" é fofo... Agora... "Caché" é mesmo incompreensível. Aliás, só me serviu para me chocar com aquela cena que o homem é cortado pela garganta do nada e não dá tempo nem de fechar os olhos, pq vc não espera. Uma merda. Bjs!

Renata Victal disse...

Realmente amiga, aquela cena do cara cortando o pescoço e o outro nem socorrer, pedir ajuda... foi foda. Mais uma das muitas desnecessárias. E as cenas paradas, arrastadas, da fachada da casa? Surreal !!!!

drika disse...

assisti ps após um término. mas foi ótimo pq ainda ñ tinha chorado e durante o filme, soluçava.
lindo demais. os outros, vou seguir a dica.
beijos.

paula_haefeli disse...

oi renata! vi o endereço do seu blog no gtalk e vim visitar! nossa, eu amei ps eu te amo também! não chorei, porque não choro em filme, mas ele é lindo demais... tentei me colocar no lugar da hillary swank e nao consegui, deve ser uma situação dificilima de lidar... mas palmas para ela, que conseguiu pegar um cara ainda mais gostoso que o falecido! :D
realmente, caché é péssimo. foi o primeiro filme que vi no cinema com meu namorado, e um querendo impressionar o outro, pagando de intelectual... a gente acabou odiando e serviu para a gente passar a não mais descartar as comédias sacanas do tipo superbad... :)
bjsss